domingo, agosto 26, 2012

nossa mestra

 Esta adorável senhorinha (que recém-completou 90 anos de idade, em plena atividade)  chama-se Brunilde Mendes do Espírito Santo, fundadora do Lar de Tereza, centro espírita kardecista que frequentamos há mais de 30 anos. É autora de inúmeros livros (próprios ou ditados via psicografia) e iniciadora de uma obra monumental, que começou com simplicidade numa oficina de costura em 1951, na casa dela em Ipanema, e hoje se distribui por 3 grandes centros de estudos e trabalhos assistenciais - em Copacabana, Jacarepaguá e Austin, na Baixada Fluminense - dos quais o Lar de Tereza foi o estopim.

Amiga de grandes médiuns brasileiros, como seu orientador Chico Xavier e o baiano Divaldo Franco, que já a definiu como "a grande dama do espiritismo no Brasil", D. Brunilde continua a mil, trabalhando, escrevendo e orientando seus alunos, como nós, embora não mais exercendo as funções de dirigente da casa.

Foi ainda na sede de Ipanema (não mais na casa dela, mas num imóvel que lhe fora cedido por um frequentador amigo, e que hoje abriga uma lanchonete) que iniciamos, no início da década de 1980, nossos estudos da doutrina espírita e da prática da mediunidade responsável, os quais continuamos até hoje. Foi dali que nasceu a frase final de 'Monsieur Binot', "o resto é a próxima esfera/ o resto é outra encarnação", que pareceu enigmática para alguns na época, mas para nós fazia todo o sentido, e continua fazendo.

Opções religiosas, sexuais e políticas não são coisas que eu normalmente costume trazer aqui ao blog, em nome da privacidade e do direito de escolha de cada um. Mas o aniversário de nossa mestra é uma data especial. Segue este post para D. Brunilde, a Dama de Ipanema, nos seus 90 anos de vida fértil e produtiva, com nosso carinho e gratidão.

7 Comments:

At 6:34 PM, Blogger Marcel said...

Joyce,

Faço muito gosto na postagem, eu sigo a religião espírita há 4 anos, por decisão própria, meus tios são Umbandistas e na minha situação, o Espiritismo foi a única religão que respondeu integralmente às minhas dúvidas até então.

D. Brunilde, assim como centenas de mentores fazem toda a diferença para nós, em relação ao trecho de Monsieur Binot, bem que eu suspeitava. hehehe

O conhecimento que eles nos transmitem, no caso, minha madrinha de 82 anos, a experiência deles atuando fielmente no Espiritismo e passando essa mensagem de amor e solidariedade vai além da nossa imaginação.

E que venham mais 90 anos para D. Brunilde, que ela possa semear cada vez mais e contribuir com a evolução dessa humanidade moderna.

Ótima sugestão sobre os livros, vou me interar sobre o assunto.

Um beijo enorme e que Oxalá abençoe, Até Jazz!

 
At 10:12 AM, Blogger joyce said...

Boa, Marcel, veja no site do Lar de Tereza a listagem de livros dela, todos publicados pela editora da casa. Não sei porém se há a opção de compra via internet, acho que não, pois a casa é muito simples. Mas não custa tentar.
De qualquer modo, aproveito para lembrar que, com todo o respeito aus irmãos praticantes da Umbanda e do Candomblé - fontes de tanta inspiração musical - somos espíritas kardecistas, o que é uma outra história.

 
At 11:02 AM, Blogger LUIZ said...

Joyce, imagino que o Marcel deva ser um menino _ em termos de idade. Foi la pelos meus 20 anos que eu, ouvindo Monsieur Binot e todo repertório de Àgua e Luz entrava em sintonia com a natureza e os animais que eu tanto gosto em acampamentos em lugares paradisíacos onde só se chegava a pé com a mochila nas costas, barraca Yanes e fogareiro. Lá no meio do "nada" e ao mesmo tempo no centro de tudo a força divina se integrava e eu devoto fervoroso de São Francisco de Assis agradecia ao irmão sol e irmã lua a graça e pedia ao Mestre saber sempre dar mais do que receber.
E assim foi até quando no Rio, na casa de uma senhora como a D. Brunilde, no caso aqui minha prima Valtenira, que me foi apresnetado o Evangelho de Kardec e fui levado _num misto de curiosidade e medo_ a uma Casa Espírita. Me sentia um traidor de São Chico. Na hora do passe o medium que esta conduzindo a sessão_justamente o que se colocou atrás de mim_ e suas mãos sobre minha cabeça_ começa a fazer a prece de São Freancisco. As lágrimas desceram por meu rosto junto com uma sensação de alivio_pelo medo_ na alma . Desde então sou um Kardecista, aprendi que S.Chico era o espirito de João Evangelista e que essa vida é uma viagem infinita em busca do crescimento. Encontrei muitas respostas pra minha existência mas também muito mai sresponsabilidades sobre a condução dela.

 
At 11:13 AM, Blogger joyce said...

Luiz Antonio, todos somos meninos e meninas nessas horas... Francisco de Assis também era meu santo de preferência, por isso mesmo minha primeira filha ganhou o nome de Clara. É tudo a mesma coisa quando estamos conectados com a espiritualidade.

Por isso mesmo quase nunca posto nada religioso por aqui, pois acredito que seja qual for a crença (ou mesmo a falta dela, como no caso do meu querido amigo Betinho) o que interessa é o que fazemos das nossas vidas e como aproveitamos, ou deixamos de aproveitar, a oportunidade de estarmos aqui e agora - que é o melhor lugar do mundo, como diz o Gil...

 
At 12:06 PM, Blogger LUIZ said...

Concordo com você: religião, sexo, política e futebol rende muito papo: amizades sem fim e inimizades idem! Aqui no sul é "peleia braba" "de faca" desde que o estado que queria ser um pais independente e se dividiu entre farrapos e imperialistas. Resultado disso quase trezentos anos depois: um estado divido em idéias antagônicas e ideais contrários. A "elite" cultural do Brasil passou tanto tempo discutindo qeu perdeu o trem do desenvolvimento. E a modernizade ,aqui, começa depois que se cruza o rio Mampituba pelo litoral ou o Pelotas na região do planlato e chegamos a Santa Catarina. Felizmente já existe uma "corrente" de pensamento que seu deu conta disso e as coisas parecem evoluir devagar e conservadorissimamente. AÇÃO E REAÇÃO lei físíca do Universo, mas quando a AÇÃO é só o ato de reflexão.... a reação é somente polemização.
Religião não se discute, mas a falta dela _ ou melhor dizendo_ do entendimento dela em nossa vida faz muita falta no ato de perceber o "outro", eternizando comportamentos que só trazem a desunião, independente de sexo, cor, partido...
Em resumo: pra não gerar polêmica!
Cada um na sua, mas com DEUS na vida de todos a vida pode ser bem melhor.

 
At 3:04 AM, Blogger Cyntia said...

Que legal encontrar outras pessoas comentando o assunto! Me animou para comentar também: Assim como o Marcel, comecei a estudar a doutrina espírita há pouco tempo. Exatamente 1 ano e 10 meses. E foi, sem nenhuma dúvida, a escolha mais sábia da minha vida. A paz que eu tenho hoje fez valer a pena todo o desgaste que foi explicar para minha família católica o que estava acontecendo.
Li dois dos livros de Dona Brunilde logo no ínicio e ambos foram muito importantes para mim. Por isso, fico muito feliz e surpresa por saber notícias dela pelo seu blog. Também não moro no Rio, mas consegui comprar pelo Estante Virtual por preços muito bons (Marcel, você deve ser estudante... com certeza conhece o Estante. procura por lá!)

 
At 5:13 AM, Blogger pituco said...

joyce e tutty,

parabéns à dna.brunilde...e vocês são uma casal muito especial mesmo...

abrsonoros

 

Postar um comentário

<< Home