domingo, março 18, 2012

fotos dos anos 1990

Foi um tempo em que minha música começou a despertar o interesse de uma certa juventude guiada pelos DJ's de Londres - que adotaram e jogaram nas pistas coisas minhas como 'Feminina', 'Baracumbara' e o finalmente hit 'Aldeia de Ogum'. Mistério pra mim e pra muita gente, que custou a crer que o mesmo LP que continha a inofensiva 'Clareana' pudesse estar bombando entre os adolescentes europeus - mas aconteceu, e foi ótimo. . Isso me levou a estar pop durante aquela década, como demonstra a foto acima, tirada no festival de Glastonbury em 1994 (voltaríamos a nos apresentar neste festival em 2003, com o grupo acrescido de Nailor Proveta). Quem diria...

Nessa mesma turnê, que rolou paralela à Copa do Mundo em que fomos campeões, nossa filha Clara, então estudante em Paris (aluna de canto de Christiane Legrand) nos acompanhou por alguns dias. Quem esteve direto conosco foi outra filha, Kadi (hoje atriz em SP, e na época morando em Nova York), que não está nesta foto, mas foi nossa tour manager por toda excursão, e se saiu muito bem.

Final da década, voltamos ao jazz, nossa praia de origem, de onde nunca realmente havíamos saído. Na foto acima, em 1998, no estúdio em NY (gravando meu CD 'Astronauta - Canções de Elis), eu, Tutty, Rodolfo, Joe Lovano e Mulgrew Miller dando uma conferida nas harmonias.

Imagens dos anos 1990, que foram pra mim uma década de construção de carreira no mundo. De certo modo, um exílio da minha música, depois de anos de banimento real no Brasil, do qual eu só iria saber as razões e os detalhes muito recentemente. Mas passou, e já vai longe. A vida sabe o que faz.

10 Comments:

At 9:12 AM, Blogger Luiz Antonio said...

Abre aspas: De certo modo, um exílio da minha música, depois de anos de banimento real no Brasil, do qual eu só iria saber as razões e os detalhes muito recentemente. Fecha aspas.

Joyce, anos acompanhando o blog, esse assunto de sua música no Brasil já rendeu muito o que falar aqui, principalmente dos brasileiros como eu, situados fora do eixo RJ_SP, que sempre sentiram sua falta nos palcos e sentiram certo ciumes de ler você MERECIDAMENTE cantando e contando de seu sucesso nos palcos do mundo enquanto não temos chance de te assitir aqui onde tudo deveria ocorrer de forma melhor e mais forte ainda.
Mas nunca tinha te visto escrever uma frase como essa aí de cima. Ou não entendi ou dizes hoje conhecer
as razões desse "banimento" do Brasil. É isso mesmo? E se positivo, poderia contar aqui?

 
At 9:21 AM, Blogger joyce said...

É isso mesmo. Mas já foi.

 
At 9:53 AM, Blogger Luiz Antonio said...

Estávamos no pc no mesmo tempo....isso sim é o que eu chamo de "chat luzitano" !(com todo respeito a minha veia portuguesa da família)tudo bem, já foi. mas uma hora conta pra nós em música, livro... Aqui sempre será um Mistério, ou ficarei pensando que a própria condução do Brasil em todos os sentidos é que leva a situações como essa Hum... acho que acertei!

 
At 8:20 PM, Blogger Bernardo Barroso Neto said...

Foi no fim dos anos 90 que eu descobri a sua música. Primeiro como interprete com você cantando ao lado da Alaide Costa no cd Casa da Bossa e depois no inicio dos anos 2000 como uma compositora maravilhosa.

 
At 12:54 AM, Blogger Khrystal said...

Joyce,admiro muito o que tú faz.
Seu som é de primeira,sua flecha é certeira e flechou bem aqui,faz tempo..rs
O q foi,foi..
más não posso deixar de dizer q bateu curiosidade diante do q vc falou..
más enfim
tamo aqui,bebendo de sua fonte e te amando!
bjo
Khrystal

 
At 10:17 AM, Blogger Rafael said...

Cara Joyce, como é bom saber que você está tão presente e atuante não só no cenário musical, porém também na internet, navegando de cabeça nesses mares desconhecidos, belos e que fascinam a todos nós. Tenho 30 anos e sou um grande admirador da sua beleza, tanto física quanto poética. Você sabia que a Maria Rita está fazendo um show em homenagem a Elis Regina e ela canta uma música tua no repertório dela, a canção "Essa Mulher"? Ela estará aqui em BH no próximo 8 de abril e farei o possível para estar lá, vendo ela cantar essa tua bela cançõa! Beijos na sua alma!

 
At 11:06 AM, Blogger Patricia(Gô) said...

Que privilegio poder desfrutar dessas suas historias .Obrigada!

 
At 8:06 PM, Blogger Cyntia said...

Imagino como deve ter sido chato passar por toda essa história... Mas eu vejo um lado muito bom em não ser pop. Todo fica muito mais seleto e eu diria até respeitoso(para o artista e para o público). É muito chato ir em um show onde as pessoas ficam gritando a tempo inteiro ou cantando mais alto que o cantor. Como disseram aí em cima, é triste pra quem está fora do eixo RJ-SP. Mas vamos ser sinceros, quem aqui pagaria 350 reais pra ver o Chico na sua cidade, com um bando de louco na platéia? Eu prefiro com esse dinheiro comprar passagens pro rio, um ingresso pra um bom show e ainda dar uma voltinha na cidade. Sucesso demais enlouquece para todos os lados.

 
At 11:34 PM, Blogger Beto Kessel said...

Eu moro no Rio e sou teu fa ha muitos anos e ja tive o prazer de assistir teus shows por aqui. Da um enorme orgulho saber que a sua musica e apreciada em todos os cantos do globo. Voce merece pois faz uma musica de muita qualidade. O mundo aprecia musica boa, quem sabe algum dia o Brasil tambem chegue la.
Beto Kessel

 
At 8:50 PM, Blogger pituco said...

joyce,

eu era adolescente quando te vi/ouvi, pela primeira vez, cantando 'clareana' pela televisão...creio que tua música...e voz...tenham esses mistérios de cativar os jovens ouvintes iniciantes...aliás, eternamente agradecido por isso...

fotos bacanudas...e segue o som...
abrsonoros

 

Postar um comentário

<< Home