quarta-feira, outubro 26, 2011

chegar e partir do Rio

Uma série de reportagens no jornal O Globo tem dado conta do descalabro que é o aeroporto do Galeão, imerecidamente nomeado Tom Jobim. Por alguma razão estranha, é um dos piores do planeta, e certamente o pior do Brasil no momento. A pergunta que não cala, para mim, é: por quê? E a resposta incômoda, infelizmente, é a de que o Brasil ainda se ressente demais da beleza do Rio e de tudo que ele representa. Ao invés de se orgulhar desta cidade que é nosso cartão postal no mundo, o Brasil, de modo geral, não simpatiza com os cariocas e quer mais é que o Rio se exploda com suas belezas, seus anos de capital federal (certamente uma forte razão para tanto rancor), suas celebridades andando pela rua normalmente, seu lugar cativo no imaginário da humanidade como lugar sensual e de sonhos. Apesar dos problemas reais que nós mesmos criamos, como a violência urbana, que vai sendo combatida do jeito que se consegue. Mas que também existe em toda parte.

Para que se façam as obras necessárias no Galeão, dependemos de uma licitação que privatize o aeroporto, mas essa licitação não sai nunca e vai sendo sempre adiada. Enquanto isto não se dá, ficamos à mercê de um sinistro organismo estatal chamado Infraero, que não toma a menor providência em relação a todas estas falhas. O turista que chega desavisado ao Rio deve ter vontade de sair correndo de volta. Imaginem só se os norte-americanos deixariam Nova York, sua principal atração e símbolo, passar por um vexame destes. Por mais que presidentes de outros estados da federação tenham governado o país, nunca NY passou por coisa parecida, que os americanos não são loucos nem rasgam dinheiro. Podemos dizer o mesmo de outras cidades simbólicas, como Paris, Londres e Tóquio, mas cito NY especificamente porque não é a capital dos Estados Unidos - como o Rio também não é mais a capital do Brasil - mas carrega em si tudo o que de melhor simboliza a nação. E por isso está lá, em pleno funcionamento.

Aqui no Rio, nosso aeroporto internacional tem a maioria dos elevadores parados, banheiros interditados, escadas rolantes com defeito, estacionamento precário e cobrando preços abusivos, nenhuma linha de ônibus decente para os passageiros, e metrô, nem pensar. E teremos uma Copa do Mundo e uma olimpíada em breve! Já vou me programar para estar bem longe de casa nessas ocasiões.

9 Comments:

At 11:29 AM, Blogger Luiz Antonio said...

Não quero que o Rio se exploda. Nasci aí, fui criado e vivo fora, em Porto Alegre, mas ele tá vivo em minhas veias e em meu coração. Lamento os que tornaram o Rio esse palco de barbaridades e "estrupro urbano". Imagina como ficou Niterói, que além da vista mais linda do Rio, já foi capital perdeu esse status quando da fusão da Guanabara com o Rio de Janeiro. Niterói perdeu status foi e é tratada como cidade dormitório (leia-se albergue de quinta).Gosto d ebater perna na área central, andar pelo SAARA que ainda preserva casario intocado, memso correndo o risco de voar longe por causa de um bueiro. O Rio é lindo, mas parodiando a velha e sem graça piada... "pena é os governates que vamos colocar por lá"
Chegue de um voô internacional no mesmo horário que chega outro, no Galeão, e tenha uma conexão para daqui a duas horas depois do desembarque..... só por sorte não vaus perder o outro voo. São 20 cabines de checagem de passaporte para quase 500 pessoas. Isso sem falar da bagagem.
Essa sensação só passa quando estamos na sala de embarque do SDU olhando aquela vista e lembrando do tempo em que ele era o aeroporto da cidade, dos anos 60 com todo charme e beleza...não fosse o honrado SD, esse sim merecia o nome de Jobim, pois só no decolar dali se vê as maravilhas do RIO com seu mar praias sem fim.....
Sair do Rio na Copa é estratégia. Sair do Brasil também.

 
At 11:02 PM, Anonymous Túlio said...

pois é tom jobim não merecia esta, o certo seria estar ao lado de vinícius na esquina da garota de ipanema.
quanto a antipatia pelos cariocas, o que ocorre são umas frutas podres que aparecem mais do que os outros e mancham o nome do rio e de seus moradores (se eles estão no rádio, tv, etc então é estrago dobrado).
já tive o desprazer de encontrar alguns deles e para não alongar, o mínimo que posso dizer é que me causaram nojo.
com pessoas assim não é de se estranhar a antipatia (já toquei neste assunto aqui uma vez, não vou repetir).
só para terminar, gostaria de dizer que não generalizo. conheci também os outros cariocas, estes sim gente fina, e que talvez pelo fato de que o malfeito ser sempre mais notado, não aparecem tanto, uma pena.

 
At 7:39 AM, Blogger Paul Brasil (Paul Constantinides) said...

Engraçado, não penso que há um sentimento dominante de que o Rio se exploda. onde vivo, SP, é notória a visão de que o Rio seja uma cidade violenta da qual não concordo e que para mim soa como exagerada e extramente mitificadora. Eu gosto do Rio e sempre q estive ai não sofri nada de constregedor e amei. Se sofri com alguma coisa não foi nada diferente de qualquer outro lugar do Brasil.
Não acredito que haja no Brasil um ressentimento da beleza do Rio? e do que ele representa...estranho...não penso que a coisa role por ai.... Porém, se o problema do Brasil fosse o Rio, ia ser uma beleza ... mais fácil de se resolver... e se o problema do Rio fosse só o aeroporto, nossa q alegria!!! O Rio é um retrato do que o Brasil é. Um pais cheio de belezas naturais, com pessoas lindas, cultura magistral sem capacidade de organizar o espaço urbano de forma funcional e eficiente de forma abrangente. E não é só isto.
O fato é que não temos cidades que cresceram de forma ajustada. Nossas cidades são retratos da nossa capacidade de se organizar...cidades repletas de precariedades. Não penso que os problemas no Rio sejam frutos de uma antipatia contra as pessoas de lá ou ressentimento pela beleza natural....acho q os problemas do Rio são similares aos problemas de vários lugares do Brasil, senão todos. Falta de planejamento no passado, falta de infra-estrutura, falta de uma visão qualificativa que determina a construação de espaços urbanos mais eficientes...e por ai vão.
Eu lamento que as coisas estejam assim, ver um lugar tão encantador como o Rio, uma cidade tão pitoresca ser vitima do descaso é triste...mas sabe, me ocorre agora uma piada que meu filho me contou ontem a noite...a Lua se aproximou da Terra e perguntou:VC anda abatida, o que houve? - a Terra respondeu: Acabo de voltar do medico me disse que tenho uma doença grave.
A Lua perguntou: Que doença?
E a Terra respondeu: Humanos.

abs
paul

 
At 11:01 AM, Anonymous Anônimo said...

Caríssima,
primeiro, queria dizer que a descobri no lançamento em CD do seu primeiro disco, numa série chamada "Estréias" ou algo do gênero e fiquei muito fã. Quando você pinta em SP (eu e minha mulher), estamos por lá.
Acabei de comprar o seu disco de faixas soltas dos anos 60/70 pela Discobertas e está no CD player do meu carro há 2 semanas.
O aeroporto de SP não fica um centavo atrás. Chegar do exterior e entrar em Cumbica é, por vezes, degradante. Da falta de finger à fila do táxi. Não é privilégio do RJ.
Que também não acho seja mal visto em oturos lugares. Acho até que há um bela revalorização do RJ nos últimos 10 ou 15 anos. Meus amigos sempre dizem: "eu moraria lá". BOm, também, morar em SP...
Duas perguntas: tem como assistir seu programa na Net em SP? E um dia veremos o Visions at Dawn em CD por aqui?
Abraço e muita sorte,
Rodrigo

 
At 11:38 AM, Blogger Luiz Antonio said...

tentativa de ir ao RIO ontem: 6.44 da manhã - AZUL - TODOS A BORDO. inicio do taxiamento: aviso do comanante "nosso ocomputador de bordo acusa falha na ignição do motor 2, vmos verificar...aguardem"
minutos depois: novo aviso "era um erro do computado, chamdo erro espúrio (enganoso) tudo ok. vamos decolar" DECOLAMOS.....percebo rota estranha do normal e avião voando baixo. novo aviso "senhores o computador acusa novo erro (isso se ouve da cabine o alalrme toin, toin junto da voz do comandante)em virtude de sua segurança pedimos permissão de pouco em POA novamente, vamso verificar"
ATERRISAMOS. novo aviso: "senhores! mais um erro espúrio! acusava risco de despressurização da cabine por destravamento da porta de emrgência" algum erro! vamso pedir ao tecnico de terra que venha conferir e em breve levantaremos voo." Eu levantei foi minha bunda da poltrona e disse que iria desembarcar, junto com mais tres passageiros, ao som de uns risisnhos que outros, vindos do "viajados" que estava no avião.
Desembarcaram a gente e fomso aos procedimentos de terra quando chega pelo radio do atendente a isntrução: "providencie o desembarque de todos. o voo esta cancelado. não ha condições desse avião sair daqui".
Pergunto: isso é normal, corriqueiro de ocorrer? Ou o bom Deus viu que na agenda do dia ainda não era a nossa vez?

 
At 2:39 PM, Blogger joyce said...

Rodrigo: o programa da NET por enquanto só passa no Rio. Mas há propostas de outras emissoras educativas rolando e sendo analisadas pela direção da Multirio. Quem sabe aí vá ao ar no Brasil todo...
Quanto ao Visions, por enquanto não. Talvez num futuro a médio prazo... Eu tenho vários outros CDs mais recentes na fila pra sair, e o próximo é o Aquarius, que gravei com João Donato e sai em 2012.

 
At 7:21 PM, Anonymous Anônimo said...

Obrigado pela resposta. Torcerei para seu programa ser retransmitido aqui para os paulistanos e estarei na fila para comprar seu CD com o mad elder João Donato ,que adoro.
Novamente, muita sorte e paz.
Rodrigo

 
At 4:12 PM, Anonymous Anônimo said...

O caso do acidente com o bondinho e da "cidade da música", são somente dois exemplos de que o Rio se tornou um lugar terrível.

 
At 3:04 PM, Blogger joyce said...

Caro Anônimo: chegando de minha caminhada matinal na Lagoa, num lindo dia de sol, posso dizer com segurança: não é o Rio que é um lugar terrível - não é e jamais será. O problema, como diz aquela velha piada, é o pessoal que toma conta...

 

Postar um comentário

<< Home