segunda-feira, março 01, 2010

tristezas e alegrias

Neste fim de semana perdemos o querido Walter Alfaiate, o homem mais chique do samba - que por si só já é forma de arte das mais elegantes. Ele aparece no canto esquerdo desta foto, tirada em 1999 na festa de lançamento do meu programa de TV Cantos do Rio. Um momento de muita alegria, onde amigos de várias diferentes vertentes da música brasileira estiveram presentes. Ao meu lado, claro, o amigo de sempre Hermínio Bello de Carvalho. Deus abençoe o nosso Alfaiate, que deve estar chegando lá do outro lado com a dignidade que em vida lhe foi marca registrada.

E hoje, não por acaso, é aniversário do Rio de Janeiro, 445 anos de belezas, alegrias e tristezas de toda sorte. Incluo aqui, portanto, dedicando o post de hoje à minha cidade e seus cantores, a letra da canção que servia de abertura para o Cantos do Rio.

                                      DELIRIOS DE ORFEU

                            (música: Claudio Nucci/ letra: Joyce)

Sons de Noel, tons de Jobim

Encontros naturais

Sonhos de Cartola num jardim

Com Vinicius de Moraes

Vila Isabel em Ipanema dá

Mangueira dá no mar

Sons de Noel, tons de Jobim

Batuques de Sinhô

Lupiscínias sombras sobre mim

Negra luz do meu amor

Copacabana invade o cabaré

E a Lapa , o mar levou

Cidade, esconde os teus sinais

De lágrimas e cicatriz

Vermelhas marés, línguas negras, aflição

Assombração, o mal pela raiz

Nesses tempos sem perdão

Os teus poetas vão voltar

Te povoar mais uma vez

Pois de algum lugar

Pixinguinha abençoou

Villa crismou

E a maravilha então se materializou

Do invisível renasceu

Pelos delírios de Orfeu .

 

15 Comments:

At 6:51 PM, Anonymous GustavoBaião said...

Ouvi essa música, pela primeira vez, em um programa do Hermínio Belo de Carvalho, chamado 'Mudando de Conversa', acho que pelos idos de 88 ou 89. Na ocasião, se a memória não trai, acho que vc a estava apresentando em primeira mão (teve até um pedido de desculpas ao Nucci por algum eventual errinho seu - que parece não ter acontecido - rs).
Coincidência ou não, noite passada eu estava sentado ao piano e tocando exatamente seus 'delírios de orfeu'. Êta harmoniazinha bonita e complicada!
Muito boa essa música! Um dia, ainda quero gravá-la, se os autores permitirem.

Abraço,

Gustavo.

 
At 10:34 PM, Blogger Luiz Antonio said...

Como não assisto, não sei a quanto tempo isso é do conhecimento de todos...mas tu viu que tem uma música tua na novela das oito?

 
At 10:04 AM, Blogger joyce said...

Oi Gustavo, os autores sempre gostam de ser gravados... Acho que posso falar pelo Claudio também, autor dessa bela harmonia. Vá em frente!

E sim, LA, sei que a música está lá e até acabei acompanhando a novela por conta disso. Bom para os autores, Zé Meneses (aos quase 90 anos!) e Luiz Bittencourt. Eu estou ali só de intérprete, mas fiquei feliz com a tão rara inclusão.

 
At 3:47 PM, Blogger Cyntia said...

Não sabia da perda do Alfaiate, mas nesse fim de semana também se foi o José Mindlin, outra grande perda.
Lembro de assistir o "cantos do Rio" pela parabolica, era sucesso lá em casa porque todo mundo gosta do Rio, de música e de você. Uma pena ter acabado, coisas da TV...

 
At 4:01 PM, Blogger Cyntia said...

(esse é pra você apagar depois de ler)
Quando eu contei pro meu pai que te conheci pessoalmente, ele nem acreditou! já fomos a tantos shows seus e nunca tive coragem de sequer pedir um simples autógrafo. Adorei o workshop, já sabia do interesse de pessoas de outros países pela música brasileira, mas não imaginava que era tão grande. Foi muito legal ve-los cantando em português e a Vérioca tocando tão bem as suas músicas, vou procurar por algum espaço dela aqui na internet.

 
At 9:17 PM, Blogger Gustavo :: ovatsuG said...

Muito triste, realmente, a partida de Walter Alfaiate... Mas a vida segue em frente.

Espero com ansiedade, há vários anos, sua vinda aqui para Recife. Achava que você estaria no elenco do show Bossa Sempre Nova em 2008, mas ainda assim foi um excelente show com Carlinhos Lyra, Fernanda Takai, Miele, Leny Andrade e Emílio Santiago.

 
At 10:48 PM, Blogger Luiz Antonio said...

Cantos do Rio eu assistia pela educativa aqui do RS. Lembro muito do programa sobre o jongo.Sobre meu coments: músicas na telinha: coisas da vida. Não é o caso e nem tem comparação senão o fato da musica na trilha da novela mesmo,mas foi assim que um dia ao colocar a Zelia Duncan na novela das oito cantando Catedral que o Brasil a descobriu. Para mim ela já existia ha muitos anos sob o nome real: Zélia Cristina. POP sem dúvidas, mas que tinha no repertório autorias de LULI E LUCINA. Quando vi a capa do vinil, aquela cara nova, foi Luli e Lucina que me despertaram o interesse em saber da , hoje, ZD,que vai muito, mais muito mais além do que o silêncio de uma Catedral, mas foi o que o Brasil consegiu ver ....ou ainda consegue ver só isso...

 
At 11:09 PM, Blogger Bernardo Barroso Neto said...

Lembro bem desse programa Cantos do Rio, maravilhoso. Faltam programas como esse na tv hoje em dia.
Essa música é belíssima.
Quanto ao Alfaiate, mais uma perda enorme na nossa música.

 
At 3:44 AM, Anonymous Gustavo said...

Fico feliz pelo incentivo, Joyce. Faremos um arranjo digno da sua música. Tenho certeza de que vc e o Nucci vão gostar.

GustavoBaião
blog: literato-cantabile.musicblog.com.br

 
At 9:55 PM, Blogger Gustavo :: ovatsuG said...

Acabo de ler a notícia sobre a morte de Johnny Alf. Meu Deus! Que início de ano!

 
At 11:01 AM, Blogger pituco said...

joyce,

duas postagens sobre perdas...pra música, um desfalque...pros amigos, a dor e vontade de tocar mais uma vez juntos...será isso?

meu muito obrigado a esses grandes brasileiros que nos deixam...hélvius,alfaiate,genialf e o grande empresário j.mindlin

os brasileiros,onde toco com frequência, emocionaram-se com as homenagens prestadas ao passamento do 'neguinho do samba'...mas hoje,quando comentei sobre johnny alf e toquei 'céu e mar', ninguém conhecia...ironicamente, um senhor japonês reconheceu...que tristeza.

que descansem em paz

 
At 11:38 AM, Blogger joyce said...

Pois é. Pituco...

 
At 12:20 PM, Anonymous Anônimo said...

Sinto tanta saudade de nucci, do carlos dafé... eles davam (como poucos conseguem) alma para letras e músicas, fazendo destas verdadeiras canções.
saudades

 
At 9:40 AM, Blogger joyce said...

Mas o Nucci e o Dafé estão vivinhos da silva! só não estão na mídia...

 
At 12:01 PM, Blogger j. de andrade lemos said...

eu sei que estão, Joyce! mas ao mesmo tempo é como se a mídia apagasse suas presenças. não estão mais ativos. apesar que pra mimque os curto, continuam sempre que retorno em ouvi-los.

 

Postar um comentário

<< Home