sábado, julho 23, 2011

a little lamb who's lost in the wood

Dá uma tristeza danada pensar na morte, anunciada hoje em Londres, de Amy Winehouse, uma menina talentosa e bonita, aos 27 anos (mesma idade de Janis Joplin, Jim Morrison e Jimi Hendrix!) Não adianta querer julgar os portadores desta doença, mal de muitos séculos, que é a dependência química. Como vimos no ótimo documentário de Fernando Grostein Andrade (conduzido com clareza e dignidade por Fernando Henrique Cardoso), "Quebrando o Tabu", as drogas sempre existiram e continuarão existindo, enquanto existir a dificuldade do ser humano em lidar com suas frustrações e vazios sem a ajuda de aditivos.

'Want to stay young? Die young!', diz o ditado. Infelizmente este desperdício de vida - a vida que poderia ter sido e que não mais será - venderá milhões, será tema de filme, inspirará outros jovens bonitos e talentosos a buscar este tipo de alívio para suas angústias. Outras tragédias virão. Que tristeza.

Que mais esta criança perdida seja bem recebida e cuidada, onde estiver.


6 Comments:

At 2:39 AM, Blogger pituco said...

joyce,

é a tal da morte anunciada mesmo...

no brasil, salvo engano, noel rosa que abusou tb...castro alves tb se foi com essa idade ou perto disso...uma síndrome

cada qual com sua escolha de vida...uns acreditam mais, outros menos...e assim caminha a humanidade...ou seria?...e assim se arrasta a macacada?

abraçsons

 
At 3:43 PM, Blogger Marcel said...

Senti a perda da Amy,

Mas era algo já esperado, infelismente, vindo da vida que ela levava! =/

 
At 1:24 AM, Blogger Cyntia said...

É uma pena a repercursão dos atos de Amy que foram consequencia do abuso de drogas... Espero que com o tempo as pessoas lembrem da artista que ela foi, não da sua dependência, que não é uma escolha. Quando fiquei sabendo, lembrei de uma outra perda recente: quando meu pai contou que Billy Blanco se foi, eu disse: "como assim?! não acredito!" e ele logo respondeu: "assim como? ele tinha 87 anos!". Pra mim foi mais rápido acreditar na morte de Amy, que já era visivelmente anunciada. Que ela encontre paz onde quer que esteja!

 
At 10:06 PM, Blogger Lizzie Bravo said...

muito triste mesmo, que ela descanse em paz.

 
At 5:19 PM, Blogger Luiz Antonio said...

Costumava brincar chamando de Amy "Westighouse", tamanha lavação de roupa suja que seu modo de viver a conduzia.
Fiquei triste. E das pucas vezes lamentei tanto, pois não penso em primeiro lugar na tenra idade, na beleza, na simpatia, ou outros atributos senão o seu talento em palco, voz, letra e música. Não dá pra aceitar que esse INSTRUMENTO tenha se quebrado para sempre.E difícl, na minha crença religiosa, acreditar que ela tenha encontrado a paz para tanta angústia. Que Deus a proteja e ilumine.

 
At 8:37 AM, Blogger joyce said...

É isso aí, LA, pressinto que você sabe, assim como eu, que chegando do lado de lá nada muda. O que se leva da vida é a vida que a gente leva, já diz a canção de minha amiga Fátima Guedes (embora eu ache que nessa letra ela acertou no que não viu...) Depois é trabalhar muito para consertar os malfeitos.

 

Postar um comentário

<< Home