quinta-feira, dezembro 19, 2013

Prévia

Vai terminando 2013, ano que foi dos mais produtivos pra nós: fizemos duas turnês na Europa, mais duas idas aos Estados Unidos e uma ao Japão. O meu amado "Tudo" foi bem recebido em todos os lugares por onde passou - inclusive aqui no Brasil, o que pra mim é sempre a maior de todas as alegrias. A família vai bem, com saúde, enfrentando as situações normais da vida dentro do possível. E vamos que vamos, que um novo ano já desponta logo ali.

As prévias para 2014 (não as eleitorais, que destas não faço a menor idéia, nem quero) apontam para um mês supostamente de férias em janeiro. Digo 'supostamente' porque, na verdade, será um tempo de preparação para alguns próximos trabalhos. Logo no início de fevereiro, irei fazer uma releitura do repertório do show Opinião, que completa 50 anos: o Instituto Moreira Salles convidou - a mim e à excelente rapaziada do Casuarina - para apresentarmos as canções que Zé Kéti, João do Valle e Nara Leão imortalizaram naquele momento, quando o Brasil recém-sofrera um golpe militar e tudo iria mudar. É um rico buquê de canções, sambas, baiões e até a 'Guantanamera' cubana (que no disco gravado ao vivo está creditada a Pete Seeger, vejam só... Esses americanos…) Tudo indica que será divertido e interessante remexer neste passado.

Logo em seguida temos o projeto de um novo CD, para o qual já estou me preparando. É, como sempre, mais uma encomenda do Japão. E desta vez, como ainda não estou pronta para um novo CD de inéditas, vou buscar no fundo do meu baú as novidades da minha adolescência. Pois vejam: os japoneses lembraram que em 2014 se completam 50 anos desde que entrei num estúdio pela primeira vez. Eu tinha 16 anos incompletos, e fui convidada por Roberto Menescal, amigo do meu irmão mais velho, para ser a primeira voz num quarteto vocal que ele estava organizando, para gravar as músicas do bossanovista mineiro Pacífico Mascarenhas. Foi minha primeira vez, e desta, ninguém esquece…

Minha idéia, então, já que o Japão quis comemorar esta data, é gravar as canções que a adolescente de 15/16 anos ouvia naquela época. Eu já tocava violão nas festinhas, e ganhei o honroso apelido de "Joyce Bossa-Nova" - pois era esta o forte do meu repertório naquela época . Pois então, bossa-nova será. Muito Tom, Vinicius, Johnny, Menescal, Carlinhos, os caras. Os meus caras.

3 Comments:

At 1:32 PM, Blogger pituco said...

joyce,

sempre na ativa…assim que é bom…e sempre na bossa e sambajazz…o que é melhor ainda…

boas festas pra ti, tutty, família…saúde, paz e música

abrsonoros

 
At 8:30 PM, Blogger Renato Vieira said...

Que bom ter um CD novo seu em 2014. Mas eu queria mesmo era ver um CD com você revisitando coisas suas lançadas por outros e nunca registradas por você. Ainda tenho esperança, hehehehe.

Feliz Natal e Feliz Ano Novo.

 
At 11:55 AM, Blogger rogerio santos said...

Boas novas... e que venha 2014, com serenidade e conteúdo.

Saúde e paz para todos,
Abraços do fã, Rogerio

 

Postar um comentário

<< Home