segunda-feira, dezembro 14, 2009

animais, nossos irmãos

Há 30 anos não como carne. Essa foi uma decisão tomada depois de muitas idas e vindas. Na verdade, eu já desejava ser vegetariana desde a infância, e ingerir a carne de um animal morto sempre me incomodou, por motivos éticos. Que passam pela crueldade do abate, o confinamento, e mais do que tudo, a certeza de que cada diferente espécie é próxima demais da minha, certeza essa que sempre tive internamente, antes mesmo de ouvir falar em Darwin. 

Valores são relativos, claro. Comer cachorro, como fazem alguns povos orientais, parece chocante para nós, aqui no Ocidente. Mas se formos colocar na balança, o que tem o cachorro que o boi não tenha? 

Agora, em pleno summit do meio-ambiente em Copenhagen, fala-se que o gado é hoje o principal fator de emissão de carbono aqui no Brasil. Há o desmatamento, que já faz a floresta virar pasto. E o que não se imaginaria antes, as emissões de gases (sorry...) da crescente população bovina/suína. Sem mencionar as novas doenças ligadas à criação de animais para consumo que volta e meia aparecem no mundo: vaca louca, gripe suína, tudo devido justamente a essa urgência industrial de aumentar o rebanho, e alimentá-lo e estocá-lo em condições inadequadas. Alimentar-se com a carne destes animais também faz mal ao planeta, e isso agora é fato científico reconhecido.

Porém para mim o ponto principal é mesmo o moral: os animais devem ter o mesmo direito à vida e à dignidade que nós, humanos. São espécies mais frágeis que a nossa, e também são, como bem disse recentemente Laerte Levai, professor de bioética da USP, "nossos parceiros de jornada espiritual, que merecem respeito pelo que são, e não pelo que podem servir". Temos, portanto, responsabilidades para com eles.

Não tenho a pretensão de me tornar vegan, inclusive acho o veganismo, como o pregado por Gandhi, radical demais. Mas ser ovolactovegetariana - consumir produtos animais, como leite e ovos, sem consumir os animais em si - é uma opção perfeitamente possível e saudável. Eu estou aqui de prova.

PS- foto da Vicky by Miroca (quem mais?)

PS2- estamos nos preparando para partir para um White Christmas com a familinha da Alemanha. Temperatura em torno de zero grau e alguma neve já no pedaço. Vamos ver se de lá rola algum post... ou não.

8 Comments:

At 12:11 AM, Anonymous Cecília Freitas said...

Quem diz que não consegue imaginar um prato sem carne, é porque ainda não provou uma boa soja... eu era assim, até que uma amiga (Emiliana Paiva, intérprete cearense; eu sempre digo que ela é meu Monsieur Binot de saias)possibilitou-me essa descoberta maravilhosa - a soja! E viva Pagu!

 
At 2:14 PM, Blogger pituco said...

joyce,

tô nesse time...inclusive nem ovos, leite, peixes, crustáceos, drogas e álcool...careta total...única extravagância, café.

os amigos costumam sugerir que essa dieta possa causar impotência...rs...será?...creio que seja o contrário

há um vídeo-documentário no youtube, da organização peta, expondo exatamente essas questões da indústria alimentícia...ou seja, a ganância e os resultados subsequentes, conforme citas em teu texto.

abraçsonoros
ps.curti a foto

 
At 2:21 PM, Blogger pituco said...

joyce,

já deves saber sobre o estado de saúde do helvius vilela?...se não, há uma postagem em meu blog.

tocaste com ele, não é isso?

abraçsons

 
At 2:36 PM, Blogger joyce said...

Oi Pituco, estou sabendo sim, inclusive está rolando uma forte movimentação dos amigos aqui do Rio, com doações financeiras e planos de shows beneficentes. Amigo é pra essas coisas. Mas a situação dele preocupa, e é o retrato da situação do músico brasileiro.

 
At 7:11 PM, Blogger Laila Guilherme said...

Já que falaram de Helvius, assinalo que ouvi agora à tarde, numa rádio paulistana, o empresário de Johnny Alf dizendo que ele saiu do hospital e se recupera bem. Que bom!

Quanto ao post sobre vegetarianismo e animais: ainda não assumi essa dieta, mas apoio quem a faz. E adoro animais, lindinha a Vicky!!

Happy White Christmas!

 
At 4:59 PM, Blogger Érico Cordeiro said...

Cara Joyce,

Desejo a você e à sua família um Natal repleto de alegria, saúde, paz e, sobretudo, muito jazz e muita bossa nova, velha e eterna!!!

Um Feliz 2010, cheio de felicidade, sucesso e realizações (e, se puder, um showzinho em São Luís cairia muito bem - rs, rs, rs)!

 
At 7:28 AM, Blogger Paul Brasil (Paul Constantinides) said...

feliz natal
feliz natal

abs
paul

 
At 6:20 AM, Blogger pituco said...

tutty, joyce e família...

feliz natal e próspero 2010, o ano do tigre...saúde,harmonia e muita música

abraçsons pacíficos

 

Postar um comentário

<< Home