sexta-feira, julho 09, 2010

a thing of beauty is a joy forever

I love NY - principalmente quando a gente acha lugares secretos, fora da agitação turística, que só atrai o que não interessa.

NY in June - na rua em que estivemos, e foi tão bom.

Joyce Moreno Wine, vê se pode? (invenção do pessoal da City Winery, onde tocamos - lugar excelente pra se jantar e pouco propício pra se fazer música, mas nada é perfeito...) "Meu" vinho era um syrah da California. Não provei. Deixei de presente para a amiga que nos hospedou. Tomara que seja bom e ela goste.

Enquanto as discussões sobre direitos autorais fervem na internet;
Enquanto as datas mudam e nossa tour européia é adiada para 2011;
Enquanto aguardamos nossa próxima ida para o Japão, daqui a apenas duas semanas;
Enquanto tentamos acertar nosso sono, ainda no fuso horário da Costa Oeste americana (4 horas atrás), para encarar as 12 horas à frente de diferença entre o Brasil e o Japão;
Enquanto com tristeza recebemos a notícia de que um queridíssimo amigo e parceiro encontra-se hospitalizado em estado grave, e não sei se conseguiremos revê-lo a tempo;
Enquanto não chegam nossos netos para as férias, o que sempre simboliza vida...

...vamos lembrando momentos felizes, como nossa recente estada em Nova York. É disso que somos feitos: de momentos bons. Alegrias pra serem lembradas. Things of beauty. Joy forever. Salve, salve os poetas!

8 Comments:

At 5:10 PM, Anonymous Anônimo said...

Joyce Querida.
Sou um fãzaço de Porto Alegre. E para
o meu delirio, descobri o trabalho da Clara. Sangue e suingue bom de mãe pra filha. Dá um abraço no grande pianista Helio Alves, que tambem curto muitissimo. Espero voces em porto alegre.
bjão marcos monteiro

 
At 10:40 AM, Blogger Lizzie Bravo said...

ai joyce, vendo essas fotos de ny me bateu uma saudade daquelas... como eu amo essa cidade!

 
At 11:25 AM, Blogger JoFlavio said...

J & T
Só faltou a letra do clássico "How About You?" (Freed, Heusen & Lane), que aliás era a última faixa do melhor disco do Sinatra, Songs For Swingin' Lovers, com arranjos de Nelson Riddle (1956, Capitol). Aí vai:

I like New York in June, how about you?
I like a Gershwin tune, how about you?
I love a fireside when a storm is due.
I like potato chips, moonlight motor trips, how about you?
I'm mad about good books, can't get my fill
And Franklin Roosevelt's (ou James Durante's) looks give me a thrill
Holding hands in the movie show, when all the lights are low
May not be new, but I like it, how about you?

Abs...

 
At 4:11 PM, Blogger joyce said...

Oi Jo, a ideia era essa mesma... Tenho uma gravação do Tony Perkins dessa música em que ele fala em "Sophia Loren's looks"... O look depende do freguês...

 
At 4:13 PM, Blogger joyce said...

Lizzie, NY continua linda, pra quem sabe gostar dela... Você tem ido lá?

 
At 12:34 AM, Blogger pituco said...

joyce,

que post chic e bacanudo...com mr.sinatra in bgm...rs

lá em meu blog, também celebro a chegada do verão, por essas plagas, com um vídeo chic pacas...oportunamente, confira, por favor.

abraçsonoros

 
At 10:10 AM, Blogger MJ FALCÃO said...

Como tem razão, Joyce que eu não conheço... "A thing of beauty is a joy forever".
Sempre pensei que foi Shelley quem disse, mas parece que afinal foi Keats.
Para mim tanto faz: todos nós dizemos e é uma verdade redonda: a beleza, a recordação da beleza, o momento e beleza... é para sempre: como os diamantes do James Bond, o Agente 007...

 
At 10:49 AM, Blogger j. de andrade lemos said...

reforçando o que joyce disse:
"...vamos lembrando momentos felizes, como nossa recente estada em Nova York. é disso que somos feitos: de momentos bons. Alegrias pra serem lembradas."

então, joyce... momentos felizes são feitos como aqueles como no final de clareana, onde há uma risada tão gostosa de muito tempo atrás, que nos saúda até hoje cada momento em sermos mãe.

"alegrias que não esquecemos jamais"!!
janete

 

Postar um comentário

<< Home