domingo, janeiro 18, 2009

agradecendo...


... a todos os amigos que têm telefonado, passado e-mails, enfim, de um jeito ou de outro, que têm estado presentes neste conturbado inicio de 2009. Vai ficar tudo bem, temos certeza.

A crise financeira do mundo algum dia vai ter de passar. A paz no Oriente Médio vai ter de ser alcançada mais cedo ou mais tarde. Isso a gente sabe, só de olhar para o chamado big picture.

Portanto, a nossa pequena tempestade também vai sumir no tempo, e logo, logo estaremos lembrando dela, achando graça ou pensando nessa fase da vida com carinho, como já fizemos com outras tantas nesses anos todos.

Paz, amor e som.

2 Comments:

At 2:02 PM, Anonymous Janete de Andrade Lemos said...

Joyce, meu amor!
Todas as vezes em que eu preciso respirar mais lentamente, então venho aqui. A sua tentativa em sobreviver com tranquilidade e muita fé no que é bom me acalma. Então o quase "não acredito mais" passa a crer de novo.
Só em ler o que te escrevo agradecendo-a, dá para notar o bem que está sempre exalando, ou ao menos almejando.
Querendo ou não, vc guia alguns. Talvez muitos, nesta fila que oscila tanto...E para não desarrumar é que a gente muito precisa continuar seguindo nos passos desse sorriso aí da foto, lindo, que vc oferece a cada um que vem aqui!Cada um, que de uma forma ou outra, sabe o q veio buscar.
Bjs no seu silêncio quando não pode ainda escrever tudo o que deseja para transmitir o tanto do amor que há em ti.
O amor que te sinto em canções e em suas palavras!

 
At 11:22 PM, Blogger JoFlavio said...

Tinindo.

Os sustos fazem parte. Mas 2009 se tem crise jamais será musical. Na largada do ano me vejo na varanda vendo Ipanema, azul, verde, branca, cinza, as cores. Um Rio típico de janeiro. E fui ao Teatro Leblon. Havia uma livraria legal lá. E haja calor. Mas como dizia Vinhas, ar condiciando e escada rolante foram os maiores achados da humanidade. De repente, na minha frente, o novo DVD em homenagem aos 40 anos de carreira. Comprei, claro. E hoje, entre as ondas e a chuva fina, munido de um Black & White cuidadosamente preparado, coloquei o DVD. A Joyce de sempre. Swing, harmonias, e quem fica sem dividir legal? Convidados acima de qualquer suspeita. Coisa honesta, que dá orgulho. Sou brasileiro? Ahhhhhh. Custou 39 reais o DVD. E eu que pensava que era caro para o poder aquisitivo de nosotros tupiniquins.
É nada. Nesse caso foi 0800. By the way, Joyce está linda. Tutty, esteja sempre pronto para cuidar dessa menina. Com todo o amor que ela merece. Cheers!!!!!

 

Postar um comentário

<< Home