sexta-feira, agosto 13, 2010

feminismo e apartheid

Um post rápido para falar do absurdo apartheid contra as mulheres, que ainda existe em certos rincões atrasados do planeta, e que é indigno da nossa condição humana. Qualquer apartheid é. Somos mais da metade da humanidade. Temos alma, o que a Santa Madre Igreja negou durante séculos. Temos direito à vida e a decidir o que fazemos da nossa sexualidade. Há mais de dois mil anos o apedrejamento das 'adúlteras' já tinha sido banido por Jesus Cristo. E em pleno século XXI ainda se faz isso? Procurem na internet por freesakineh.org e assinem, assinem, urgente!!!

Porém, ai, porém: o fato de ser feminista convicta não me obriga a votar numa mulher, apenas por sermos do mesmo gênero. Eu estaria diminuindo nossa capacidade de governar, de criar, de agir, se pensasse assim. Para administrar minha cidade, meu estado, meu país, espero que vençam os mais capazes, de todos os sexos. Não importa com que equipamento físico tenham vindo ao mundo. 

Quero honestidade e competência, e hoje em dia isso não é pouco.

5 Comments:

At 8:49 AM, Blogger JoFlavio said...

J
Muito bem colocado. As eleições, principalmente as presidenciais, preocupam. São multas e mais multas por propagandas subliminares proibidas. E nada acontece. O poder a qualquer custo, na base do vale tudo. Outro dia o Ministério da Fazenda, leia-se Mantega, divulgou relatório econômico com números comprovadamente distorcidos para favorecer o Governo. O mesmo ocorreu com a própria Caixa em relação ao programa “Minha Casa, Minha Vida”, com dados alterados. Além disso, alguns institutos, como o IBGE, subordinados ao Governo, noticiam estatísticas manipuladas, numa estratégia de mostrar ao eleitor que a economia do País vai a mil maravilhas, apesar de praticar a maior taxa de juros do planeta. Enquanto isso, nosso presidente diz ter assinado “contrariado” o pacote de sanções proposto pelos Estados Unidos contra o Irã. Seria bom que se soubesse o que ele quis dizer com o “contrariado”. Alguém entendeu?????

 
At 10:34 AM, Blogger Lizzie Bravo said...

já assinei e estou passando adiante no facebook, orkut e mais de 1000 pessoas na minha lista de e-mails que vai da finlândia à argentina. espero que muita gente assine. é inacreditável que uma coisa dessas possa acontecer nos dias de hoje.

 
At 12:57 AM, Blogger pituco said...

joyce,

não apenas o sexo...mas, credo, cor, tendÊncia filosófica...enfim, que vençam os capacitados.

agora, uma piadinha que não resisti aqui...
um amigo pianista, durante o show, anunciou o nascimento de sua criança...alguém na platéia perguntou: menino ou menina?...e ele respondeu de pronto...isso só depois dos 14 anos é que vai se definir...

abraçsons pacíficos a 38graus

 
At 6:00 PM, Blogger Paul Brasil (Paul Constantinides) said...

bem joyce fui lá e assinei. olhei pra foto daquela mulher e fiquei sensibilizado. há uma força na expressão do rosto dela comovente.
bem não sei se esta petição comeverá algum governo tão conservador e sei com caracteristicas tão cruéis.
mas vamos torcer que sim.
abs
e concordo com teu ponto de vista.
paul

 
At 11:14 PM, Blogger Renato Vieira said...

Joyce, sem querer tirar o foco do assunto do post, mas vc viu que a Emi Brasil vai recolocar ainda neste mes o Feminina em catálogo?Saraiva e Livraria cultura já realizam pre-venda...

 

Postar um comentário

<< Home